terça-feira, 29 de maio de 2007

"O GRITO"

Gritar é proíbido?
façamos então um esgar
um silencioso movimento
na tortura desse momento...

Deixa o nó se desatar
como o vôo da borboleta
também podemos voar...

Não me amordaçes o grito
de nervos libertos e gozo
o céu é infinito...

Espera-nos o areal,
uma cama de vento e de sal...

lc

segunda-feira, 28 de maio de 2007

TENHO GANAS

Tenho ganas de beijar
o rasto das tuas pégadas
o halo do teu odor
a fímbria dos teus seios

e no meio
dessa loucura
ainda te quero amar

ao ritmo desse sentir
feito de raiva e emoção
deixar a seiva porvir
no auge da minha paixão

e ficar assim lado a lado
escutando o desejo renascer
no teu olhar enamorado.

João S.

"UMA GOTA DE ORVALHO"

*
*
" UMA GOTA DE ORVALHO"


Se
eu roubar âs rosas
as suas pétalas
e te vestir de vermelho ritual
num gesto possuído de desejo,

pétala a pétala
pressentida de carmim...

Se eu roubar às rosas
o teu cheiro
numa constelação
de brisa e de ardor
demoradamente
desmembrar a flôr...

Se eu possuir o coração da rosa,
rumor de água a fluir
no interior da madrugada...

Serei como um pássaro a emergir
ou
uma gota de orvalho
no céu do teu corpo

luizacaetano
*
*

" P O E M A S "

*
*
"POEMAS"

Na serena
gaveta do poeta,
a serpente erguida
em armada espoleta.

Toque de pedra!
Roçar de gato!
Ardósia riscada
Letras pressentidas

Jogo de palavras!
Violadas! Batidas!

Riso!
Risco!
ou
Ritual

O gato mia !
A gaveta chia!
A bofetada sofre !
A palavra liberta
da serpente o veneno!

O poeta chora
falivelmente pequeno.


luizacaetano

*
*

sábado, 26 de maio de 2007

"GRAVIDEZ"

"GRAVIDEZ"

Te ofereço o Sol

Nesta manhã vermelha
de partos ensanguentados.

alvoroço de auroras,
de seivas,
de cheiros e de brisas,
esotéricamente
engasgados
no coração da vida.

Meu tronco! Minha Raíz!
Sinfonia de pássaros
sobre as folhas do orvalho.

Meu Sol ensaguentado
sémen semeado na terra
onde crucificadamente
me penduro feliz.

luizacaetano

"ERÓTICAMENTE"

"ERÓTICAMENTE"

Amo a carne das palavras
na luxúria de cada verbo,

O prepúcio sonoro
da sua voz,
a sua erecta presença!
a masturbação da ausência!

Faço amor com elas
violentando
o cerne dos silêncios.

luizacaetano

sexta-feira, 25 de maio de 2007

"RAÍNHA DESCALÇA"

"RAÍNHA DSCALÇA"

Passeamos nús
e brilhantes
na ufana calçada
das nossas
vãs vaidades!

Compramos!
vendemos!
trocamos
e
empenhamos
a soberba
das nossas verdades!

Adormecemos saciados
no inefável orgasmo
do gozo e do poder

Eu,
já fui rei dum reinado
impossível...

já fui escravo
dum rei Nú...

Hoje
sou a raínha
dos sonhos

e
me exibo todos os dias
na rua descalça
das magias

lc

quarta-feira, 23 de maio de 2007

"TANGO DE FOGO"

Dançar
contigo
pela noite

um
tango de fogo,
Súblime!

Roçar o prazer,
Adivinhar
o amor, o pecado e a dôr

nas margens
apetecidas do teu corpo

Enlaçar-te
na explosão
dos meus braços


Porque
despertaste o
vulcão?

Amor,
vem!
Vem!
Vem por favor

dançar de novo
nosso
Tango de fogo

Percursos & Afectos

Percursos & Afectos

"DISSESTE QUE AS PARALELAS SE TOCAVAM...

" IMENSIDÃO FUGAZ DE UM INSTANTE"

****************


IMENSIDÃO FUGAZ DE UM INSTANTE"

Faz-me nascer rosas nas mãos
em vez de lenços

Diz mais uma vez
que não são vãos
os ideais sonhados à tua imagem

Transporta-me
ao espaço da magia
onde naquele dia
meu barco aportou cansado da viagem

Apenas um gesto! um riso
flutuando imcessante

ou a
imensidão fugaz
de um istante

- faz nascer rosas nas minhas mãos
em vez de lenços...


lc (22/05/2007

terça-feira, 22 de maio de 2007

VIVAN LOS POETAS

************

"VIVAN LOS POETAS"

Dia a dia
e vida se repete
numa peregrinação
de votos e de promessas...

Malditos os Poetas

sagrando a taça
de sangue
em cada sorvo!

Celebrando
cada momento
como se fosse
o último!

Que fazem
do Amor
uma estrada
de rosas e de espinhos!

Que
usam piercings
no coração
e
fazem chorar
o punhal das palavras!

Se ajoelham
no altar
dos solstícios
e
falam com Deus
em cada prece jurada!

Que
inventam um dia diferente
para cada dia

na sua cruz
caminho de emoção,
de tristeza e de alegria.

luizacaetano

**************

segunda-feira, 21 de maio de 2007

INDEFINÍVELMENTE

"INDEFINÍVEL"

Por vezes me nasce
uma saudade inesperada
sem cor! sem alma!
algo apenas pressentida
volatizando-me o sentir

Como que uma aura
colando-se-me ao corpo
que ao mesmo tempo não é o meu

Mistério de ser!
de estar e de não estar

Um não sei quê
sem porquê de esperar?

Um véu?
Uma nuvem?
Um céu
ou
uma tempestade?

Certos dias,
uma indefinível saudade...

lc

quarta-feira, 16 de maio de 2007



Com
Amparo
Marti
conhecida
crítica
de Arte
de
ESPANHA
Madrid 2006

I CERTAMEN
INTERNACIONAL
DE PINTURA
DE ESPANHA
GALARDOADA
COM
3º PRÉMIO
MADRID 2005

EM MADRID
com
AMÁLIA DE CÓRDOBA
Galerista e Marchand
de pintura
GALERIA EBOLI -2007

"ANTES QUE O VERÃO ACONTEÇA"














Sedenta de fantasiae de amar
Eu queria Rosas,música e champanhe
correndo como água
no afago da minha cintura
Antes que o Verão aconteça
dentro das noitesde prata,
e
as gerbérias amarelas
floresçam de emoção na tela de alguma
pintura...
Vem as manhãs acordar



desnudas de sono e de marta
Vem!
Antes que as caravelas se façam ao mar...
Luiza Caetano

Com o famoso pintor
ALBINO MOURA
e o saudoso
Pintor, Actor, Cenógrado
Poeta e Músico
JOSÉ VIANA (meu amado cunhado)


Com

o

Poeta

João Jacinto

Lançamento "OS RECANTOS DA LUA"

Com
Herman José
Cómico e animador TV
português
"ANTES QUE O VERÃO ACONTEÇA"

Sedenta de fantasia
e de amar

Eu queria Rosas,
música e champanhe
correndo como água
no afago da minha cintura

Antes que o
Verão aconteça
dentro das noites
de prata,
e
as gerbérias amarelas
floresçam de emoção
na tela de alguma
pintura...

Vem as manhãs acordar
desnudas de sono e de marta

Vem!

Antes que as caravelas
se façam ao mar...

Luiza Caetano

terça-feira, 15 de maio de 2007

PAI, PERDOAI-LHES...
"P Á S C O A"


No Horto
das minhas preces
me penitencio.


Invento uma Aleluía!
Uma Páscoa
de Ressurreição!
Um Santo!
Um Deus!
Um Ser
à minha semelhança!

Um Menino feito Deus!
Uma criança!

que todos os dias
assassinamos
em
pensamentos, palavras e obras
martelando
todos os pregos
da sagrada Cruz


Os carrascos
do Calvário
ainda sujam
de sangue
a Terra prometida

e os inocentes
clamam
no
Campo dos Mártires
por uma Páscoa!
Por uma vida!


Oremos
para que no coração dos homens
se faça LUZ!
ou
as palavras de Jesus:

Pai,
Perdoai-lhes!

Não sabem o que fazem?

lc/2007/04/06
"SOLIDÃO ACOMPANHADA"

"ALENTEJO DA MINH`ALMA"


"MOLICEIROS"
RIA DE AVEIRO
O MAR DO MEU CONTENTAMENTO

Luxembourgh
A EXPOSIÇÃO


Dr. Luis Mascarenhas

Gaivão e

responsável Galeria

Luxemburgo



Luxemburgo
Café de Paris

Com o
Embaixador
de
portugal
no
LUXEMBURGO


LUXEMBURGO

UMA FOTO

CURIOSA


Luxemburgo
levantamento para a
Exposição
"UM OLHAR SOBRE O LUXEMBURGO"

"O FADO"
COLECCIONADOR JNA

Maqueta para o quadro "o fado"


Série Homenagem a AMÁLIA RODRIGUES


Eu sei meu amor, que nem chegaste a partir,

pois tudo em meu redor

me diz qu`inda ... estás entre nós!